Vista e comida disputam atenções no Duck & Waffle.

Não saber para onde olhar, ou mesmo não entender se é a visão ou o paladar que deve estar no centro das atenções, são sentimentos comuns aos visitantes do  Duck & Waffle, o novíssimo restaurante de Londres, que tem dominado as conversas por toda a cidade. Não é para menos. Ele fica a quase 200 metros de altura, no 40º e último andar da Heron Tower, projetada por Kohn Pederson, e um dos últimos arranha-céus a serem inaugurados na capital britânica.

Ali, no coração da city londrina (o distrito financeiro da cidade), o gosto por belas vistas trava uma acirrada disputa com o prazer da boa comida. Aberto 24 horas, o restaurante é comandado pelo badalado chef britânico Daniel Doherty, de cuja cozinha sai uma comida tão tradicionalmente inglesa quanto internacional. Até o pão e a manteiga são feitos ali dentro, diariamente.

Já os interiores foram projetados pelo escritório de arquitetura Cetra Ruddy, de Nova York. O desafio de decorar um lugar desse era enorme: como criar um espaço com identidade forte, quando tudo o que se quer é correr para a janela para admirar a vista? A paisagem, afinal, é pontuada por obras de gente como Norman Foster e Renzo Piano.

Com espaços amplos e abertos, o restaurante tem paredes cobertas com pichações e rótulos desbotados de garrafas de rum, tequila e gim. Já o teto é revestido com vigas de madeira que recebem lustres de cristal no pequeno bar. No salão principal, placas onduladas amarelas inspiradas em Oscar Niemeyer forram o teto. O brasileiro também é homenageado nas curvas do bar. Pudera – só um nome como Niemeyer poderia estar a altura do padrão do Duck & Waffle.

Fonte: Casa Vogue

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *