Final do ano está chegando e com ele muitas pessoas saem de férias. Mas o que fazer com seu bichinho de estimação? Aqui vão  algumas dicas pra você viajar tranquilo – com ou sem ele.

Caso você decida levá-lo em sua viagem de férias, as opções de hotéis e pousadas que aceitam animais aumentaram significativamente nos últimos anos. Em São Paulo há até uma organização em  que os estabelecimentos podem se credenciar para receber os Pets. O Projeto Roteiro Animal (roteiroanimal.com.br) também é bastante útil para verificar os estabelecimentos que são amigos dos animais.

Mas vá com calma. Antes de fazer as malas você precisará se preocupar com algumas questões:

1. Se for viajar de carro, é importante ter um equipamento apropriado para transportar o seu cão. Você poderá optar por uma coleira que se prende ao cinto de segurança, uma caixa de transporte com tamanho suficiente para que ele possa se movimentar ou até uma cadeirinha. O animal deve estar seguro durante a viagem e não atrapalhar o condutor do veículo.

Equipamentos para transporte em automóvel

Fique atento, se o seu cão não está acostumado a viajar, é bom  fazer com que ele se acostume a andar de carro, para evitar estresse. Outra dica é, se possível, deixar o ar condicionado ligado e manter o carro fresco, para que ele não sinta muito calor. No caso de viagens longas é importante parar em algum local e oferecer água fresca.

2. Para viagens de ônibus, é preciso se informar previamente se a companhia rodoviária permite levar animais e quais são as regras. Geralmente é preciso transportar o seu amigo em um caixa transportadora de animais, e estar com as vacinas em dia. Mas, como dito anteriormente, é necessário verificar as regras da empresa antes de viajar, para evitar incômodos na hora da viagem.

 

Ao viajar de ônibus, carregue seu cão na caixa transportadora

Em viagens rodoviárias,  não será possível levar animais de grande porte. Se a viagem for longa, opte por viajar através de uma companhia aérea, para evitar o desgaste do seu bichinho.

3. Em caso de viagem aérea, é necessário pagar uma taxa extra e reservar a passagem do seu bichinho com antecedência, pois há limite de animais por aeronave. Também verifique como o seu amigo deve ser transportado – normalmente em caixas –  e as normas gerais da companhia aérea. Para viagens nacionais o animal deve ter um atestado de boas condições de saúde e a carteira de vacinação em dia. Já para viagens internacionais o animal deve ser consultado por um veterinário do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento. Além disso é necessário conhecer as leis do país de destino para evitar problemas posteriores ao desembarque.

Verifique as normas da companhia antes de viajar

Importante: antes de embarcar o seu bichinho de estimação, verifique se as grades da caixa estão devidamente trancadas para evitar acidentes. Algumas raças não são transportadas por motivos de segurança.

Depois de analisar todas as possibilidades, achou melhor não levar o seu cãozinho? Não se preocupe, aí vão algumas sugestões de como deixar o seu amigo em segurança e viajar tranquilo:

* Nunca deixe o seu animal sozinho, sem uma pessoa responsável para cuidar dele. Procure uma pessoa de confiança que goste de animais para deixá-lo em segurança durante o período em que estiver viajando.

* Caso não tenha uma pessoa que possa cuidar do seu animal de estimação, procure os muitos hotéis especializados para ele. Mas antes de hospedá-lo, vá até o local para conhecer e verificar o funcionamento e as instalações.

Agora, é viajar tranquilo e comprar muitos petiscos e brinquedos diferentes para o amigão!

animais-de-estimação

Se gostou compartilhe!

www.btgviagens.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *